Março – Mês da Mulher

Março Mes Da Mulher

Março – Mês da Mulher

Durante o mês de Março, é celebrado por todo o mundo o Dia Internacional da Mulher e em Cabo Verde o Dia da Mulher Cabo-verdiana.

O Dia Internacional da Mulher, comemorado a 8 de Março, tem na sua origem manifestações de mulheres por melhores condições de vida e de trabalho. Esta data pretende essencialmente chamar a atenção pela importância do papel da mulher na sociedade e comemorar os ganhos que as mulheres vão tendo ao longo dos anos.

A luta contra o preconceito e a desvalorização da mulher ainda continua, em muitos lugares do mundo elas ainda sofrem com salários baixos, violência masculina, excessivas horas de trabalho, desvantagens na carreira profissional e muitos dos seus direitos ainda não são reconhecidos.

Em Cabo Verde celebra-se no dia 27 de Março, o Dia da Mulher Cabo-verdiana. A Mulher no nosso País, é vista como uma mulher batalhadora, humilde, corajosa, determinada e guerreira, tem desempenhado um papel fulcral no processo de desenvolvimento de Cabo Verde, na erradicação da violência baseada no gênero, apelando cada dia, para uma sociedade mais justa e igualitária.

A Câmara Municipal da Boa Vista reconhece todo o esforço da mulher no processo de desenvolvimento do nosso país e da nossa ilha em particular. Por isso apresenta um programa de actividades social, cultural e desportiva a ser desenvolvido durante o mês de Março, com o qual pretende homenagear cada uma das mulheres da Boa Vista ou que escolherem a Boa Vista para viverem.

O Programa inicia-se no dia 6 de Março, na localidade de Bofareira com uma palestra intitulada “O Papel das Mulheres na nossa sociedade”, cujo orador será o Pastor Ivan Duarte.

No dia 8 de Março, um pouco por toda a ilha, a autarquia organiza diversas actividades. Uma feira gastronómica no Bairro da Boa Esperança, em parceria com a Associação ACUP, torneios de futsal, espectáculos musicais, exposições, convívios e palestras constam do cartaz.

Destacam-se ainda exposição de mulheres da Boa Vista na Biblioteca Municipal, duas acções de capacitação sobre a higiene e segurança alimentar direccionada às peixeiras e vendedeiras do Mercado Municipal, tertúlias na Biblioteca Municipal e a tradicional Noite de música intitulado “Vozes dos Povoados”.

Com as recentes declarações sobre a violência em Cabo Verde, que denunciam a violência interpessoal, principalmente a violência baseada no gênero, como responsável pela maioria dos homicídios no país, a Câmara Municipal aproveita esta data para juntar a sua voz a todos aqueles que lutam contra a violência baseada no gênero.

Mensagem do Presidente

Saúdo de forma efusiva e honrosa as Digníssimas Mulheres deste País e à Todas aquelas que Habitam este Planeta e particularmente as desta nossa maravilhosa e promissora Ilha da Boa Vista, que devemos dar muito carinho e dedicação.

Quero dizer-vos que estamos e estaremos sempre juntos para promovermos e garantirmos o cumprimento dos verdadeiros e fiéis direitos da Igualdade de Género.
Ao longo da História a Condição Feminina foi discriminada social, jurídica e familiarmente.

Felizmente, hodiernamente as Sociedades mais civilizadas reconhecem nos seus sistemas jurídicos e também sociais o Direito à Igualdade de todos os seus Cidadãos.

Efectivamente, a Constituição da República de Cabo Verde, no seu Artigo 1.º, parágrafo 2 reconhece a igualdade de todos os Cidadãos perante a Lei, sem distinção de qualquer natureza. Igualmente o faz a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Recentemente, tendo em vista garantir aquilo que a Constituição da República manda, o Estado de Cabo Verde aprovou a Lei n.º 84/VII/2011 de 10 de Janeiro que estabelece as medidas destinadas a prevenir e reprimir o crime de Violência Baseada no Género (VBG).

Apesar destas grandes conquistas, em muitas paragens deste Planeta, vêem-se diversas formas cruéis de violação dos Direitos das Pessoas que nascem na Condição de Feminilidade: em muitas sociedades ainda temos casamentos forçados, prostituição infantil e não regularizada, violações sexuais mesmo dentro das famílias, raça e cor, mutilação genital feminina, nas convivências sociais e muitas outras que estão à vista de todos.

Por isso, na nossa Sociedade não podemos arrepiar caminhos. Vamos continuar o nosso abnegado esforço à bem da nossa geração e das gerações futuras.
Preservem as vossas virtudes da condição e procurem ser felizes.

Um grande abraço para todas as mulheres naturais e residentes na Ilha da Boa Vista e não se esqueçam de que o Dia das Mulheres são todos os dias do ano, mas neste Dia Especial, façam uma comemoração diferente.

O Presidente da Câmara Municipal,
– José Pinto Almeida –