Iº Fórum de Turismo

2014 05 30 BANNER FB Forum Turismo BV 01 01

Iº Fórum de Turismo

Boa Vista reúne personalidades para discutir turismo sustentável.

A ilha Boa Vista acolhe na sexta-feira, 6 de Junho, o seu primeiro fórum de turismo, sob o lema “Turismo Sustentável”. A edilidade espera envolver nesta iniciativa as autoridades e principais instituições ligadas ao sector. O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, já confirmou a sua presença neste evento.

“Boa Vista recebe cerca de 42% dos turistas que vêm ao nosso país e há muitos desafios que se impõe a este crescimento, tanto no âmbito social, quanto de infra-estruturas, criando outras ofertas. O fórum pretende ser um espaço para discutir e ver outras alternativas ao turismo que se desenvolve na ilha das dunas “, disse a vereadora Iva Espírito Santo à RCV.

Neste sentido, os painéis vão abordar temas como “A Cultura como produto turístico”, “Crescimento económico versus desenvolvimento”, “Modelo Turístico da ilha das Dunas” e “Potencialidades por explorar”. No final dos trabalhos será elaborado um documento com as fragilidades da ilha, alguns casos de sucesso e muitas recomendações.

Para já, a edilidade está a aguardar a confirmação da presença dos ministros do Turismo, da Cultura e do Ordenamento do Território, que ainda não responderam ao repto da Câmara para participarem no fórum. Confirmada está a presença do PR, Jorge Carlos Fonseca, que preside o certame, junto com o autarca José Pinto Almeida.

O presidente da Câmara da Praia, Ulisses Correia e Silva, e os deputados nacionais Abrão Vicente e Leão Lopes também vão estar presente neste fórum, que receberá como convidado o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural do Brasil, André Roque.

Fonte: Asemana

Câmara da Boa Vista estranha ausência do Ministério no fórum Turismo Sustentável.

A Câmara Municipal da Boa Vista estranhou na voz da vereadora do Turismo, Iva Espírito Santo, a ausência do ministro do Turismo, Humberto Brito, e de qualquer representante deste ministério no primeiro fórum de turismo da Ilha da Dunas que decorreu durante todo o dia desta sexta-feira, 06, sob o lema “Turismo Sustentável”. As honras da abertura estiveram a cargo do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

Para Iva Espírito Santo, é muito estranho que este fórum tenha merecido a atenção e representação do Ministério da Cultura, bem como do Ministério das Infra-estruturas e Economia Marítima e não tenha sido digna da representação do Ministério que tutela o turismo, sector fulcral para o desenvolvimento da Ilha da Boa Vista. A ideia era, segundo Iva Espírito Santo, ter o Ministério do Turismo como parceiro e co-financiador do fórum mas “não mereceu uma resposta sequer” de Humberto Brito.

Entretanto o asemanaonline sabe que o ministro do Turismo fez parte da comitiva que acompanhou o Primeiro-ministro, José Maria Neves, na visita de 24 horas a Angola, tendo regressado na madrugada desta quinta-feira, poucas horas antes de marcar presença cerimónia que marcou o início das obras do primeiro Hotel Hilton de Cabo Verde.

O fórum Turismo Sustentável, que aconteceu esta sexta-feira na Cidade de Sal Rei, foi aberto pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, que defendeu que “o turismo é das actividades humanas com maior potencial integrador do planeta. A sua base é o prazer. O prazer de viajar, de conhecer, de descobrir, de usufruir, de aprender”.

O Chefe de Estado lembrou ainda no seu discurso de abertura que “como nas mais diversas áreas, os aspectos positivos do turismo não estão, necessariamente, assegurados à partida. Podem não ser atingidos, podem ser, mesmo, distorcidos ou até transformados no seu oposto”.

“Se por um lado, o sector turístico pode alcançar em Cabo Verde, em termos directos e indirectos, valores percentuais que ultrapassam os 40% do PIB, ele apresenta, ao mesmo tempo, acentuadas vulnerabilidades, em diversas áreas – institucionais, ambientais e sociais -, que requerem atenção cuidada” advertiu Jorge Carlos Fonseca, sem deixar de realçar que o turismo “é, efectivamente, o maior sector económico deste arquipélago. Gerador de escala e de oportunidades de desenvolvimento. E como tal deve ser tratado”.

“É da maior importância perspectivar o futuro. É fundamental que tenhamos a ambição de construir um futuro à medida dos nossos sonhos, ritmado pelas nossas possibilidades e temperado pelas nossas capacidades”, sublinhou o Chefe de Estado, antes de realçar: “há que perspectivar melhores condições de saúde e de educação na Boavista, atentar para a resolução de conflitos entre operadores turísticos e prestadores de serviços e evitar que conflitos laborais latentes sejam exacerbados”.

A visão da Câmara da Boa Vista

Em entrevista ao asemanaonline, a vereadora do Turismo da Câmara Municipal da Boa Vista manifestou-se, ainda no decorrer do Fórum, completamente satisfeita com a audiência que quantificou em 140 participantes, representando investidores e gente de todos os povoados da Boa Vista.
Iva Espírito Santo explicou que a realização deste debate em torno do turismo tem como objectivo “encontrar soluções para os desafios da ilha” que segundo adiantou, vão desde saúde, educação, infra-estruturas, até à melhoria de vida das pessoas que vivem directa ou indirectamente ligadas a este sector – o que considerou de fulcral que a ilha saia realmente a ganhar.

“Crescimento económico versus desenvolvimento” foi, segundo a vereadora, o painel que pretendeu esmiuçar com números a quantidade de turistas que entra na ilha e o volume de investimentos que é feito na Boa Vista, em detrimento “daquilo que realmente entra nos bolsos dos boavistenses” e naquilo que repercute nos demais ganhos para a ilha.

A qualificação da mão-de-obra do sector turístico bem como as infraestruturas “com destaque para o saneamento e a requalificação” são outros dos “desafios” que a câmara municipal da Boa Vista pretende colmatar com o relatório a ser elaborado no “pós-fórum” do qual Iva Espírito Santo espera concretizar algumas das recomendações.

Iva Espírito Santo considerou, por conseguinte, o fórum de um debate vital para os rumos da Boa Vista e, lamentou que a única vez que o ministro do Turismo, Humberto Brito visitou a ilha em trabalho, foi aquando da queda da Ponte Ribeira D´Água (que ocorreu a 26 de Setembro de 2012) – o que na sua óptica é de estranhar “principalmente, tratando-se da mais importante ilha turística do país” realçando por outro lado que “as pessoas da Boa Vista precisam do encontro e do diálogo” com Brito.

O fórum foi realizado num dos hotéis nas proximidades do aeroporto da ilha e foi encerrado pelo presidente da Assembleia Municipal da Boa Vista, Adelino Livramento Évora.

Fonte: Asemana