Faager

TAB FAAGER

FAAGER – FUNDO DE APOIO ÀS ATIVIDADES GERADORAS DE RENDIMENTO

Projecto da Câmara Municipal da Boa Vista em parceria com o BCN (Banco Caboverdiano de Negócios), criado no ano de 2008 para financiar pequenos empreendedores.
Objectivos:
– Promover e desenvolver microempresas, com base em critérios de rentabilidade que garantam a sua sustentabilidade;
– Dotar os Jovens empreendedores de meios capazes de garantir por si só, a sua sobrevivência;
– Desenvolvimento da sua capacidade técnica e profissional através de acções de formação;
– Melhoria das suas condições de vida;
– Integração económica e social das pessoas desempregadas;
– Promoção das iniciativas locais de emprego;

Princípios Gerais

1. O FAAGER financiará actividades de pessoas individuais ou Pessoas Colectivas, que estejam formalmente constituídas e operando nos termos das leis do País;
2. Um promotor que já tenha sido contemplado com um financiamento do FAAGER só poderá ser considerado como elegível para um financiamento subsequente após amortizar satisfatoriamente o financiamento anterior;

Público-Alvo

– Grupos organizados (Máximo de 4 pessoas)
– Mulheres chefes de família
– Jovens à procura da primeira ocupação
– Associação de mulheres e jovens

Tem-se em conta os seguintes aspetos:
– Residência no município;
– Participarem nas acções de formação organizadas pela Câmara Municipal;
– Não terem possibilidades de acesso ao crédito formal, dado não terem condições de apresentar garantias adequadas;
– A vocação para o exercício da actividade;
– O grau de motivação;

Metodologia

– Todo o processo de identificação dos projectos será feita pelos promotores;
– Pode ser a título individual ou de forma colectiva, não podendo neste ultimo caso, ultrapassar 4 pessoas;
– Os pedidos de financiamento devem ser encaminhados para a Câmara Municipal que analisará o dossier, através da Comissão de Avaliação de Projectos que selecciona os projectos elegíveis de acordo com os pressupostos do Manual;
– Que enviará para o banco para aprovação de acordo com as normas bancárias;

Montante disponibilizado

– Inicialmente com 50.000.000$00 sendo
25.000.000$00 (vinte e cinco mil contos) através do fundo constituído pela Câmara Municipal da Boavista e os restantes
25.000.000$00 constituídos pelo BCN;

Limite de financiamento

Até 1.000.000$00 (um milhão de escudos), a nível individual ou 2.000.000$00 (dois milhões de escudos) quando se trata de pessoa coletiva ou um grupo organizado.

Prazos

– Definido de acordo com cada projecto com um limite máximo de 48 meses.
– Alguns investimentos poderão necessitar de um período de carência negociável até 6 meses.

Actividades elegíveis

– Assistência técnica, visando a melhoria e aumento da competitividade das microempresas e dos promotores a título individual;
– Consiste na consultoria e capacitação dos promotores em áreas como:
› Marketing
› Gestão financeira
› Gestão da produção
› Desenvolvimento do negócio
– Formação dos promotores, de forma a diminuir os constrangimentos e melhorar as suas capacidades na gestão dos seus negócios;
› A formação poderá consistir na capacitação técnica nas áreas de:
› Vendas
› Tecnologias de informação
› Contabilidade
› Gestão de Recursos Humanos
› Controle de Custos etc.

Actividades Não elegíveis

– Aquisição de terrenos.
– Construção de edifícios.
– Aquisição de viaturas.

Preparação do dossier

– Os beneficiários devem preencher uma ficha de candidatura, com informações necessárias para apreciação do dossier.
– Apresentar faturas pró-forma dos materiais e equipamentos a adquirir ou orçamentos de reformas de espaço;
– Cópia do documento de identificação;
– Declaração de NIF;

Exemplos: Agricultura
– Implementação do sistema de rega gota-a-gota;
– Compra de fatores de produção como sementes, pesticidas e demais materiais;
– Produção e comercialização dos produtos hortícolas;
– Incentivo ao cultivo da fruticultura;
– Conservação de frutas e legumes;

Exemplos: Pesca
– Aquisição de botes
– Compra de motores fora de borda
– Compra de equipamentos de mergulho
– Compra de redes, anzóis, etc.
– Conservação e comercialização do pescado

Exemplos: Pecuária
– Criação de animais (pequena pecuária e avicultura);
– Construção de currais;
– Compra de rações e medicamentos;
– Aproveitamento e conservação dos produtos (conservação de carnes em sal, produção de enchidos, etc.)

Exemplos: Artesanato
– Confecção de rendas, bordados, trabalhos em coco, souvenirs, instrumentos musicais;
– Carpintaria: mobiliários, móveis para escritórios, cozinha, etc.
– Compra de materiais para a confecção dos produtos como colas, vernizes, carreiras, agulhas, etc.

Exemplos: Turismo
– Actividades ligadas ao turismo rural e de praia que aproveitem as potencialidades da zona em que está localizada a respectiva Actividade Geradora de Rendimento

Exemplos: Indústria e Serviços
– Carpintaria e Marcenaria
– Bate-Chapas e Pintura
– Panificação
– Produção de bolos , doces e pastéis
– Produção de licores, grogues, etc.
– Ateliers de costura;
– Pastelarias;
– Salões de cabeleireiro;
– Barbearias;

Exemplos: Comércio Informal
– Comercialização de vestuário, sapatos, peixe, etc.
– Comercialização de bolos ,doces, licores, grogues, etc.
– Comercialização de rebuçados, pastilhas elásticas, doces , etc.

Já foram financiados 24 projetos num total de cerca 21 mil contos nas áreas da pesca, comércio, agricultura e pecuária.

Para mais informações: Dorys Delgado
Contactos:

Telefone: (+238) 2511116 – Fax: (+238) 2511141
Endereço: Câmara Municipal da Boa Vista – Largo de Santa Isabel – C. P. nº 22 – Cidade de Sal Rei