Ambiente e Saneamento

Responsável Técnica pela área: Kátia Ramos

Contactos: Câmara Municipal da Boa Vista – Largo de Santa Isabel – C. P. nº 22 – Cidade de Sal Rei
Telefone: (+238) 2511116 – Fax: (+238) 2511141

E-mail geral:

Vereador: Xisto Francisco Baptista

BOLETIM INFORMATIVO AMBIENTAL
Boletim Informativo Ambiental
PROGRAMA RADIOFÓNICO
Nas Ondas do Ambiente
PROJETO DE ARBORIZAÇÃO URBANA
Pavilhão Polidesportivo
ÁREAS PROTEGIDAS DA BOA VISTA
Áreas Protegidas

Atividades Realizadas

Serviços Ambientais

A Câmara Municipal da Boa Vista disponibiliza aos munícipes um conjunto de serviços ambientais que visam a protecção do ambiente natural bem como a melhoria na gestão da área do saneamento.

  • SANEAMENTO
  • Saneamento básico é o conjunto de medidas adotadas em uma região, em uma cidade, para melhorar a vida e a saúde dos habitantes impedindo que fatores físicos de efeitos nocivos possam prejudicar as pessoas no seu bem-estar físico mental e social.

    O abastecimento de água potável, o esgoto sanitário, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos e drenagem das águas pluviais são o conjunto de serviços de infra-estruturas e instalações operacionais que vão melhorar a vida da comunidade. É importante a preocupação dos governantes garantirem o bem-estar e a saúde da população desde que também sejam tomadas medidas para educar a comunidade para a conservação ambiental.
    De acordo com a lei nº 134/IV95, de 3 de Julho, compete a CMBV assegurar a gestão dos resíduos urbanos e a limpeza e higiene das vias e outros espaços públicos produzidos na área do respectivo município.

  • Limpeza:
  • – Varredura das Ruas e Espaços Públicos

    Diariamente a equipa de limpeza da CMBV faz a limpeza das ruas e espaços públicos da ilha da cidade de Sal Rei a outras localidades da ilha.

    – Campanha de Limpeza nas Praias e nas Comunidades

    Com o objectivo de promover a limpeza e sensibilização dos munícipes, a CMBV promove campanhas de limpeza nas praias e nas comunidades como na Zona da Barraca, as actividades contam com a participação dos munícipes.

  • Resíduos:
  • Por definição, resíduo é tudo aquilo não aproveitado nas atividades humanas, proveniente das indústrias, comércio e residências. Como resíduos encontramos o lixo, produzido de diversas formas, e todo aquele material que não pode ser jogado ao lixo, por ser altamente tóxico ou prejudicial ao meio ambiente. Resíduos sólidos e líquidos podem ser de dois tipos, de acordo com sua composição química: resíduos orgânicos, provenientes de matéria viva (por exemplo, restos de alimento, restos de plantas ornamentais, etc) e resíduos inorgânicos, de origem não viva e derivados especialmente de materiais como o plástico, o vidro, metais, etc.

  • AMBIENTE
  • O ambiente é um conjunto de unidades ecológicas que funcionam como um sistema natural, e incluem toda a vegetação, animais, microorganismos, solo, rochas, atmosfera e fenómenos naturais que podem ocorrer em seus limites. Meio ambiente também compreende recursos e fenómenos físicos como ar, água e clima, assim como energia, radiação, descarga elétrica, e magnetismo.

    Para as Nações Unidas, meio ambiente é o conjunto de componentes físicos, químicos, biológicos e sociais capazes de causar efeitos diretos ou indiretos, em um prazo curto ou longo, sobre os seres vivos e as atividades humanas.

    A preservação do meio ambiente depende muito da sensibilização dos indivíduos de uma sociedade. A cidadania deve contemplar actividades e noções que contribuem para a prosperidade do meio ambiente.

    – Espaços Verdes:

      – Projeto de Arborização Urbana;

      – Projeto Adote uma Árvore;

      – Projeto Adote o Verde;

    – Viveiro Municipal

    – Programa na Rádio “Nas Ondas do Ambiente”

    – Canteiro Escolar:

    – Oficinas de Reaproveitamento de Resíduos:

    – Projeto Brinquedo de Sucata:

    – Educação Ambiental

    – Avaliação de Estudos de Impactos Ambientais

    – Comité Ambiental da Ilha da Boa Vista

    Plano de Recolha de Lixo

    Efemérides

    CURIOSIDADE – Qual a marca que deixamos no planeta?

    Pegada Ecológica

    A Pegada Ecológica é o indicador mais conhecido quando se fala em medir os impactos da ação humana sobre o ambiente. Consiste numa metodologia de contabilidade ambiental que avalia a pressão do consumo das populações humanas sobre os recursos naturais. Expressada em hectares globais (gha), permite comparar diferentes padrões de consumo e verificar se estão dentro da capacidade ecológica do planeta. Um hectare global significa um hectare de produtividade média mundial para terras e águas produtivas em um ano.

    Já a biocapacidade, representa a capacidade dos ecossistemas em produzir recursos úteis e absorver os resíduos gerados pelo ser humano.

    Sendo assim, a Pegada Ecológica contabiliza os recursos naturais biológicos renováveis (grãos e vegetais, carne, peixes, madeira e fibras, energia renovável etc.), segmentados em Agricultura, Pastagens, Florestas, Pesca, Área Construída e Energia e Absorção de Dióxido de Carbono (CO2). Para mais informações acesse o site http://www.wwf.org.br.

    Carta de Trilhos para Circulação de Veículos Motorizados

    Projectos

    pdf Campanha de Limpeza nas Praias – Clean Up Day – 2014

    Regulamentos

    pdf Regulamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Limpeza pública

    Comunicados

    pdf Plano Estratégico Nacional de Prevenção e Gestão dos Resíduos – PENGER – Consulta Pública