Cai o pano sobre a XXV edição do festival Praia d’ Cruz

2014 08 27 DSC 3261

Cai o pano sobre a XXV edição do festival Praia d’ Cruz

A XXV edição do festival Praia de Cruz, na ilha da Boa Vista em nada se compara aos dos anos anteriores. Muitas coisas mudaram e a organização mereceu um aval positivo por parte dos munícipes.

As transformações foram feitas desde o piso das arenas, das construções das barracas e do excelente palco e som.

Por volta das 23 horas Tucim Bedju abriu o palco do segundo dia da XXV edição do festival Praia de Cruz. Com vários estilos musicais num ritmo vibrante, começou a atrair a população ao local.

Pouco a pouco, o recinto foi-se enchendo e de seguida o grupo Vozes das Ilhas, composto por artistas de Santo Antão, (Joceline Medina), São Nicolau (Erickson Neves), São Vicente (Kátia Borges) e filho da ilha (Juary Livramento).

De seguido Cachi Carvalho, Legemea e Zé Espanhol, mas ninguém arredou o pé, até as 04h00 para vibrar ao som das músicas do Tabanka Jazz.

O grupo actuou até por volta das 6h30 levando o público ao “delírio”, sobretudo os guineenses.

Os dois dias de festival decorreram com muita tranquilidade e sem grandes incidentes. Aliás a segurança garantida pela Polícia Nacional surtiu efeito e apenas houve alguns detidos, por pequenos incumprimentos.

A Protecção Civil realça que dos materiais levados para os possíveis trabalhos de 1º socorro, não foram usadas.

O responsável da Protecção Civil local, disse que apenas um jovem foi transferido para o Centro de Saúde local, devido a uma briga com a namorada, o que resultou em 15 pontos no braço.

Os munícipes pautaram pelo civismo e atribuíram nota positiva a edilidade.

Para a população o festival tem melhorado a cada ano e esta edição bateu a record dos melhores.

Segundo o vereador da Cultura, a XXV edição do festival Praia de Cruz superou todas as expectativas e o balanço é altamente positivo.