AM autoriza Câmara a contrair empréstimo junto à banca

Ambiente Água E Saneamento

AM autoriza Câmara a contrair empréstimo junto à banca

Com 8 votos a favor, 3 abstenções e um contra, a Câmara Municipal da Boa Vista conseguiu, nesta sexta-feira, 26, que a Assembleia aprovasse o orçamento rectificativo de 2014, no valor de 40 mil contos.

A autarquia já tem o aval que lhe permita ir ao banco, contrair esse empréstimo que será destino a melhoria da qualidade do saneamento na ilha das dunas, com aquisição de novos equipamentos e viaturas de recolha de lixo.

O orçamento rectificativo de 2014 foi aprovado com 8 votos a favor do MpD. O PAICV absteve-se e Forças Vivas votou contra.

O líder da bancada do MpD, Paulo Santos justifica que o seu partido autorizou este empréstimo, porque o prazo de amortização, a contratação e o próprio empréstimo são feitos dentro dos limites técnicos e financeiros da capacidade de endividamento da Câmara.

Paulo Santos sustenta que a ilha está a crescer e que se avizinha a época alta, onde o município recebe milhares de turistas diária, o que vai aumentar a produção do lixo e consequentemente a sua recolha, daí que a autarquia tem de ter meios para combater o problema do saneamento no concelho.

Outra razão apontada pelo líder da bancada ventoinha prende-se com as constantes avarias nos camiões usados na recolha, que inclusive já passaram a idade de vida útil.
“É necessário a medida tomada pela edilidade. Esperar para o orçamento de 2015 seria perda de tempo, reforçou Santos, lamentando a falta de transferências das taxas, nomeadamente a Ecológica, para colmatar o problema do saneamento.

Por sua vez, Risete Évora líder da bancada do PAICV afiança que o seu partido votou abstenção, considerando que a medida do executivo já vem tardia.

A representante das Forças Vivas, Denise Almeida justifica seu voto com a crise internacional. “Cabo Verde também está dentro deste contexto da crise e não seria aconselhável contrair uma devida neste momento”.