Alexandra Tomar é a vencedora do “Prémio Jovem Empreendedor” 2015

Gala Jovem Empreendedor1

Alexandra Tomar é a vencedora do “Prémio Jovem Empreendedor” 2015

Com o seu projecto “Produção de fraldas descartáveis”, a jovem convenceu os jurados e levou o prémio no valor de 100 mil escudos em equipamentos, um tablet oferecido pela Unitel T+, apoio da ADEI na concretização do projecto, através da Incubadora do Turismo na Boa Vista e ainda o auxilio da autarquia e da também da ADEI na implementação do projecto vencedor.

A ideia é criar uma linha de produção de fraldas descartáveis para bebés até aproximadamente 2,5 anos, fraldas geriátricas para idosos e absorventes higiénicos para mulheres.

O negócio é inovador por ser produzido localmente, embora a matéria-prima e a máquina de produção venham do Brasil. Todo o design do produto será feito em Cabo Verde por designers nacionais.

Sabendo que a produção de fraldas para bebés é a linha âncora de produção, pretendemos também divulgar os contos tradicionais e musicas infantis cabo-verdianos através de folhetos que acompanharão cada pacote de fraldas para que os pais possam contar as histórias/músicas às crianças, com o apoio do Ministério da Cultura.

O “Prémio Jovem Empreendedor” da autarquia boavistense conta com o apoio da Agência para o Desenvolvimento Empresarial e Inovação (ADEI), com o intuito de premiar e valorizar jovens empresários em fase de criação ou desenvolvimento de negócios em qualquer sector de actividade.

“Babysitting ao domicílio” ganha concurso de “Ideias de Negócios Criativas e Inovadoras”.

Ainda na gala foram distinguidas os vencedores do concurso de “Ideias de Negócios Criativas e Inovadoras”, destinado a jovens do 3º ciclo da Escola Secundária da Boa Vista.

“Babysitting ao domicílio”, projecto da aluna Mayla Mendes levou a melhor nesse concurso e foi premiado com 50 mil escudos e um tablet.

A ideia visa criar uma agência de prestação de serviços de babás/acompanhamento de crianças ao domicílio e não só.

O objectivo principal é fornecer profissionais que terão a função de cuidar de bebes e crianças até 12 anos, no seu próprio espaço. Além do serviço principal, a agência terá como serviços secundários: cursos de primeiros socorros, ofertas de cursos sobre como cuidar de bebés, formação das profissionais (qualificação e avaliação psicológica); palestras para os pais e outros cursos consoante as necessidades do mercado.

A agência irá ainda apostar na especialização de serviços como: babás bilingues, babás para folgas, férias, fim-de-semana, nocturnas, e para festas.

No segundo lugar, com o prémio de 30 mil escudos ficou a aluna Romina Tavares mentora do projecto “Unidade de transformação do milho”.

A aluna Romina beneficiou ainda de um telemóvel oferecido pela Unitel T+.

A ideia de negócio está relacionada com a criação de uma empresa de trituração de milho, café e outros produtos.

“Nasci na localidade de Povoação Velha uma zona periférica da ilha da Boa Vista e constatei que as pessoas das zonas rurais têm o hábito de comer cereais, sobretudo derivados do milho (papa, cachupa, xerém, e cuzcuz) e para confeccionar estes pratos têm que deslocar para compra-los na Cidade de Sal-Rei e como se sabe são componentes essenciais para confeccionar pratos típicos cabo-verdianos”, justificou.

Ainda este projecto tem um outro carácter que é aproveitar os recursos desperdiçados para serem aproveitados para a produção de ração para animais.

O projecto “Turismo de Montanha” do aluno Arikson Silva ficou na 3ª posição e levou o prémio de 20 mil escudos e um telemóvel oferecido pela Unitel T+.

O promotor pretende estabelecer um turismo de montanha (rural), oferecendo ao turista uma opção de turismo completamente inédita na ilha.

Na noite a edilidade galardoou ainda a clinica Boa Esperança como empresa que se destacou no âmbito da promoção do empreendedorismo e o hotel Rui Karamboa no ramo da Responsabilidade Social.